Transição Capilar: texturização com papel higiênico

Gente, como vocês estão? Que SAUDADE de postar! Antes de ir para o assunto do post, quero explicar rapidamente o motivo da nossa ausência: além das dificuldades com a rotina, meu celular foi roubado e demorei para ter outro, o que atrapalha todo o trabalho do blog. Expliquei na nossa página do Facebook, por isso é importante que vocês sigam a gente lá para ficar por dentro de tudo.

Enfim, o post de hoje tem a participação super especial de uma amiga e leitora muito querida nossa, a Dayane Madeira. A Day está em transição e eu e a Sabryna acompanhamos o processo e ajudamos sempre que dá, com dúvidas e incentivos. A Day tem muita dificuldade de lidar com as duas texturas do cabelo e a parte alisada é muito difícil de cachear, então o cabelo vive preso.

Esses dias ela conseguiu ter sucesso em uma texturização e compartilhou o resultado comigo. Eu fiquei apaixonada e pedi para mostrar aqui no blog. Como eu e a Sabryna não estamos mais na transição, ficamos felizes de ter oportunidade de abordar esse assunto e ajudar quem ainda está nesta fase.

 

aam9hdkt

 

A Day fez a texturização com papel higiênico, muito conhecida no youtube. Ela pegou três partes do papel higiênico e dobrou ao meio no sentido do comprimento, depois dobrou mais uma vez e enrolou na diagonal. Ela achou que dessa forma ficaria mais firme. Os rolinhos ficaram assim:

 

gxfucxhk

 

Com o cabelo lavado, ela usou o creme de pentear Garnier Recriador de Cachos (resenha aqui) misturado com a Gelatina “Não sai da minha cabeça” da Salon Line. Pegando mechas não muito grandes, ela foi enrolando o cabelo, tendo atenção com as pontas ainda com química.

 

qezo-hs6

 

Depois de esperar por volta de 4h, o tempo necessário para o cabelo secar, a Day soltou os rolinhos e deu uma ajeitadinha e os cachos ficaram assim:

 

ffbsdz4

sqww-rgo

 

Lindos, né? Eu fiquei encantada, ainda mais porque o cabelo está com uma aparência maravilhosa de bem cuidado. A Day faz low pow há um tempo e gosta muito da técnica. Sobre a texturização, ela achou um processo demorado e cansativo, pois ela tem bastante cabelo. Por outro lado, o resultado foi compensador e durou dois days after, podendo durar mais. Ela usou uma blusa de cetim no travesseiro para garantir que os cachos não fossem tão desfeitos durante a noite, o que é uma ótima dica para um bom day after.

Acho que essa texturização é uma boa opção para quem está em transição e quer arrumar o cabelo para alguma ocasião ou mesmo para se sentir mais bonita e se ver com cachos, já que essa é uma fase tão difícil. Como é trabalhosa, infelizmente não dá para fazer todos os dias.

Quero agradecer a colaboração da Day e desejar que essa transição acabe logo e ela desfile mais por aí com esses cachos maravilhosos!

Espero que a dica dela tenha ajudado! Até mais.

 

patty

Minha primeira texturização (finalização para transição) – Sabryna

Olá, migas. Tudo bem?

Eu sei que quase não apareço por aqui pra mostrar o que faço no meu cabelo, mas é que ainda estou aprendendo de uma forma muito paciente como lidar com ele na transição. Além disso, a química que eu usava era relativamente forte, então quase nada funciona na hora de tentar enrolar essa parte e deixá-la um pouco mais parecida com a parte cacheada, por exemplo. Basicamente eu tenho usado coques e rabos de cavalo. Usá-lo solto não tem sido mais tão possível rs

Masss hoje eu vim mostrar pra vocês uma texturização que eu me dispus a fazer pra ver se conseguia esse feito, enrolar o liso. Essa texturização é feita usando dois métodos que podem ser feitos separados também: os twist e os coquinhos.

Eu usei o creme de pentear Tô de Cacho 3b-3c.

IMG_20151223_065042428

Amigas, pense num creme bão demais! Ele deixa o meu cabelo natural super definido sem muito esforço e é super levinho e cheiroso.

Liberado para Low Poo!

IMG_20151223_065059965

Bom, mas vamos lá, deixa eu ensinar como que fiz a tal texturização

Lavei o cabelo normalmente, com shampoo, depois hidratei e por fim condicionei.

Deixei ele secando enquanto fazia uns trabalhos da faculdade, mas ele secou demais!! Então fiquem atentas: o cabelo não é tãaao molhado, mas também não tãao seco. Ali na média.

IMG_20151222_211230694

Passei o creme no cabelo inteiro, e depois fui dividindo as mechas.

O tamanho das mechas vai depender do tamanho do cacho que você quer, mechas mais finas, cachos mais fechadinhos.

Passei creme em cada mecha e fui dividindo em duas, pra fazer o twist.

IMG_20151222_211524476

Depois fiz o coquinho e prendi com elástico.

E assim eu fiz por todo o cabelo.

IMG_20151222_220150642

Sim, fiquei parecendo a Dona Florinda.

Por fim, eu coloquei em uma touca de tecido, porque dormi com o cabelo assim e eu me mexo muito, então o cabelo ia acabar se desfazendo antes da hora.

Você não precisa deixar de um dia pro outro, pode ficar com os coquinhos durante algumas horas, até secar, ou até mesmo usar o secador, se for o caso.

No dia seguinte ele ficou assim:

IMG_20151223_064021691

IMG_20151223_063945631

IMG_20151223_063957986

 

Eu raramente acerto alguma coisa de primeira, mas gostei do resultado dessa texturização. Mas como foi a primeira vez, da próxima vou tentar melhorar, passar mais creme, molhar mais (ou menos), usar mechas menores, etc. Ir testando até chegar no meu melhor resultado.

Mas minha alegria foi tão grande que fiz um apelo no Snapchat:

Snapchat-8615011643655938969

E aí, gostaram? Alguém já usou essa mesma técnica ou vai tentar fazer? Manda pra gente! Deixa seu comentário aqui no post também, vou adorar trocar dicas com vocês.

 

Beijinhos,

Marca Sabryna

 

Dicionário dos Cachos – Parte 1

Olá, migas. Tudo bem?

Sabemos que vocês estão aqui com a gente acompanhando desde a primeira postagem e de lá pra cá nós falamos de vários assuntos relacionados a cabelos e principalmente aos cachos. E no meio de todas as publicações podem ter surgido algumas palavrinhas com as quais vocês não estão acostumadas ou até mesmo nunca ouviram falar.

Por isso nós decidimos criar uma série de postagens aqui no blog justamente pra isso: para explicar todos esses termos de cacheadas e assim não correr o risco de ninguém ficar boiando no meio de algum texto (como acontecia comigo quando comecei a pesquisar sobre o assunto).

Vocês podem deixar sugestões nos comentários do post ou nas redes sociais, e não se preocupe, nosso Dicionários dos Cachos estará sempre sendo atualizado 😉

Day After: essa expressão já foi usada por aqui algumas vezes e vocês sempre vão ouvir quando o assunto for produto, lavagem, etc. Quer dizer Dia Após e significa quantos dias se passaram depois que você lavou o cabelo. As pessoa consideram um bom day after quando os cachos ficam definidos e sem frizz.

BC: BC é a sigla de Big Chop, ou Grande Corte, e nada mais é que tirar toda a parte alisada do cabelo e deixar apenas o que já é natural. É o fim da transição capilar.

Fitagem: fitagem é uma técnica de finalização que consiste em separar pequenas mechas e ir “penteando” com os dedos. Ou seja, separando o cabelo em fitas. Depois é só ir amassando essas fitas e os cachos vão se definindo.

Scab Hair: scab hair é a parte do cabelo que não cacheia ou tem mais dificuldade em definir os cachos. Não tem em  todos os cabelos, claro, mas quando tem geralmente acontece com ex-alisados, porém não é regra.

Texturização: a texturização é uma outra técnica de finalização e pode ser feita de várias maneiras: trancinhas, bob, coquinhos, etc. É enrolar o cabelo de alguma maneira e deixar por algum tempo, resultando no efeito cacheado assim que desfeito.

 

Então, esclarecemos algumas dúvidas de vocês? Essa foi só a primeira parte do Dicionário, não se esqueçam de mandar as suas sugestões!

 

Beijinhos,

Marca Sabryna