[VÍDEO] TAG Assumindo o Cabelo Crespo

Oi, gente! Nesse vídeo respondi a tag “Assumindo o Cabelo Natural”, criada há algum tempo pela Rayza Nicácio. Assistam o vídeo para conhecer melhor sobre a minha transição e para se motivaram no processo de vocês!

Ah, tem o primeiro post do blog em que escrevi a história do meu cabelo e lá tem muitas fotos do antes e depois. Clique aqui.

Não esqueçam de dar like no vídeo e se inscrever no canal.

 

 

Beijos, até mais!

 

patty

[VÍDEO] Resenha 2 em 1 – Umectação de Oliva e Comigo Ninguém Pode Lola Cosmetics

Oi, gente! Hoje temos resenha em vídeo de dois produtos da Lola que experimentei recentemente: Comigo Ninguém Pode e a Umectação de Oliva. Os dois tem a proposta de serem usados de diversas formas e comentei cada uma delas. Além disso, a marca é famosa pelas embalagens e nomes criativos e tem feito muito sucesso. Vem ver o que achei deles:

 

img_0294

 

COMPOSIÇÃO

Comigo Ninguém Pode Condicionador Limpante 5-em-1

Ingredientes/ Ingredients: Aqua/Water/Eau | Cetyl Alcohol | Cetearyl Alcohol | Stearamidopropyl Dimethylamine | Glycerin | Isoamyl Laurate | Helianthus Annus (Sunflower) Seed Oil | Aloe (Aloe Vera) Leaf Extract | Urtica Dioica (Nettle) Extract | Arnica Wild Flower Extract | Sage (Salvia Officinalis) Extract | Eugenia Uniflora Fruit Extract | Camellia Sinensis Leaf Extract | Hydrolyzed Soy Protein | Panthenol | Butylene Glycol | Behentrimonium Methosulfate | Polysorbate 60 | Menthol | Tea Tree Oil | Citric Acid | Lactic Acid | Dehydroacetic Acid (And) Benzoic Acid (And) Benzyl Alcohol | Betaine (and) Sodium PCA (and) Sorbitol (and) Serine (and) Glycine (and) Glutamic Acid (and) Alanine (and) Lysine (and) Arginine (and) Threonine (and) Proline | Parfum/Fragrance, Linalool, Hexyl Cinnamal, Butylphenyl Methylpropional, Benzyl Salicylate, Coumarin, Citronellol, Citral, Benzyl Benzoate, Amyl Cinnamal, Isoeugenol, Geraniol, Alpha Isomethyl Ionone, Hydroxysohexyl-3-Cyclohexene Carboxaldehyde, Benzyl Alcohol, Limonene.

 

Umectação Oliva

Ingredientes/Ingredients: Aqua/Water/Eau|Stearamidopropyl Dimethylamine | Olea Europaea (Olive) Fruit Oil | Cetearyl Olivate, Sorbitan Olivate | Betaine (and) Sodium PCA (and) Sorbitol (and) Serine (and) Glycine (and) Glutamic Acid (and) Alanine (and) Lysine (and) Arginine (and) Threonine (and) Proline | Lactic Acid | Phenoxyethanol, Caprylyl Glycol | Lavandula Angustifolia ( Lavander ) Oil | Citrus Aurantium Dulcis ( Orange) Flower Oil.

 

Quem já usou? Gostam desses produtos?

Sugestões de vídeo é só deixar nos comentários. Beijos!

patty

Resenha Yamasterol Queratina Creme Multifuncional

Hoje é dia de resenha de um dos produtos mais conhecidos, principalmente das cacheadas adeptas do low e no poo: o Yamasterol. Da marca Yamá, é um produto que está há muitos anos no mercado e é muito comum naquela versão amarelinha, que já mostrei aqui. Existem algumas versões do Yamasterol e uma delas é a de Queratina.

 

img_0094949542

 

O QUE DIZ A MARCA?

Yamasterol com Queratina o legítimo Creme Multifuncional; é um coringa no cuidado com os cabelos, pode ser utilizado de diversas formas, de acordo com a sua necessidade. Sua composição possui ingredientes que proporcionam hidratação, tratamento e proteção; além de conferir maciez, sedosidade e brilho aos cabelos.

 

COMPOSIÇÃO 

Aqua, Cetearyl Alcohol, Cetrimonium Chloride, Isopropyl Myrustate, Parfum, Butyphenyl Methylpropional, Citral, Coumarin, D-Limonene, Hexyl Cinnamal, Linalool, Glyceryl Sterate, Methylparaben, Propylparaben, Hydrolyzed Keratin, Triethanolamine, Panthenol, Methylchloroisothiazolinone/Methylisothiazolinone.

Liberado para LOW e NO POO!

 

O QUE ACHEI?

A grande vantagem do Yamasterol é justamente as várias maneiras de usar. É um produto que me salva quando todos os outros estão acabando. Principalmente com essa embalagem de 900g, eu uso para tudo!

Na embalagem são dadas algumas sugestões de uso, uma delas é como pré-shampoo, aplicando nos fios antes de lavar o cabelo para reduzir a agressão do shampoo. Eu tenho usado pouco shampoo devido à minha alternância entre low e no poo, mas é uma alternativa para quando preciso usar.

A segunda sugestão é usar o Yamasterol como creme de pentear. Como a consistência é leve, muitas não gostam de finalizar com ele, mas eu confessor que até curti um pouco mais essa versão do que a amarelinha como creme de pentear. É só um pouco mais consistente, mas já ajuda e proporciona até uns 2 bons days after. Com o auxílio de um gel, fica melhor ainda. O cheirinho é adocicado, mas depois que o cabelo seca não incomoda.

 

img_0095949544

 

Como condicionador, acho muito leve, para esta função prefiro produtos com consistência mais firme e hidratante. Porém, meninas com cabelo liso devem gostar, pois é hidratante e não pesa nos fios.

Já como co-wash, ele cumpre bem a função, limpando bem o couro cabeludo e mantendo a hidratação. Algumas vezes usei só este produto para lavar e dar uma leve desembaraçada nos fios. Caso você não conheça a técnica do co-wash e não saiba como fazer, leia aqui.

A marca sugere ainda utilizar o Yamasterol como Hidratação. Neste caso, acho que funciona melhor como base para misturar com mais alguma coisa, numa receita caseira, por exemplo. No meu cabelo cacheado e descolorido, somente ele não faz uma hidratação tão potente.

Por fim, ele pode ser usado para proteger o cabelo de banhos de mar e piscina. Para esta função INFELIZMENTE (haha) não tive a oportunidade de testar. Mas como é um creme leve e barato, vale a pena abusar dele antes do mergulho.

Quanto à composição dessa versão em especial, algumas pessoas ficam com receio por causa da queratina que não deve ser usada em excesso. Porém, a maior parte da composição é muito parecido com as demais versões e a presença da queratina não é em grande quantidade. Não tive nenhum problema no uso.

Enfim, Yamasterol sempre será um coringa e por ser barato vai sempre salvar minha vida. Paguei R$ 12,75 e tem durado MESES!

E vocês, já usaram? Qual é a versão preferida de vocês?

Até mais!

 

patty

Transição Capilar: texturização com papel higiênico

Gente, como vocês estão? Que SAUDADE de postar! Antes de ir para o assunto do post, quero explicar rapidamente o motivo da nossa ausência: além das dificuldades com a rotina, meu celular foi roubado e demorei para ter outro, o que atrapalha todo o trabalho do blog. Expliquei na nossa página do Facebook, por isso é importante que vocês sigam a gente lá para ficar por dentro de tudo.

Enfim, o post de hoje tem a participação super especial de uma amiga e leitora muito querida nossa, a Dayane Madeira. A Day está em transição e eu e a Sabryna acompanhamos o processo e ajudamos sempre que dá, com dúvidas e incentivos. A Day tem muita dificuldade de lidar com as duas texturas do cabelo e a parte alisada é muito difícil de cachear, então o cabelo vive preso.

Esses dias ela conseguiu ter sucesso em uma texturização e compartilhou o resultado comigo. Eu fiquei apaixonada e pedi para mostrar aqui no blog. Como eu e a Sabryna não estamos mais na transição, ficamos felizes de ter oportunidade de abordar esse assunto e ajudar quem ainda está nesta fase.

 

aam9hdkt

 

A Day fez a texturização com papel higiênico, muito conhecida no youtube. Ela pegou três partes do papel higiênico e dobrou ao meio no sentido do comprimento, depois dobrou mais uma vez e enrolou na diagonal. Ela achou que dessa forma ficaria mais firme. Os rolinhos ficaram assim:

 

gxfucxhk

 

Com o cabelo lavado, ela usou o creme de pentear Garnier Recriador de Cachos (resenha aqui) misturado com a Gelatina “Não sai da minha cabeça” da Salon Line. Pegando mechas não muito grandes, ela foi enrolando o cabelo, tendo atenção com as pontas ainda com química.

 

qezo-hs6

 

Depois de esperar por volta de 4h, o tempo necessário para o cabelo secar, a Day soltou os rolinhos e deu uma ajeitadinha e os cachos ficaram assim:

 

ffbsdz4

sqww-rgo

 

Lindos, né? Eu fiquei encantada, ainda mais porque o cabelo está com uma aparência maravilhosa de bem cuidado. A Day faz low pow há um tempo e gosta muito da técnica. Sobre a texturização, ela achou um processo demorado e cansativo, pois ela tem bastante cabelo. Por outro lado, o resultado foi compensador e durou dois days after, podendo durar mais. Ela usou uma blusa de cetim no travesseiro para garantir que os cachos não fossem tão desfeitos durante a noite, o que é uma ótima dica para um bom day after.

Acho que essa texturização é uma boa opção para quem está em transição e quer arrumar o cabelo para alguma ocasião ou mesmo para se sentir mais bonita e se ver com cachos, já que essa é uma fase tão difícil. Como é trabalhosa, infelizmente não dá para fazer todos os dias.

Quero agradecer a colaboração da Day e desejar que essa transição acabe logo e ela desfile mais por aí com esses cachos maravilhosos!

Espero que a dica dela tenha ajudado! Até mais.

 

patty

Como cuidar dos “nós de fada”

Depois de algum tempo de cacheada que soube que aqueles nózinhos minúsculos e chatos que aparecem no nosso cabelo são chamados de nós de fada. Eles são muito comuns nos cabelos crespos e cacheados e aparecem próximos às pontas. Os meus aparecem muito próximo à nuca. Vamos conversar sobre como lidar com eles e o que não fazer para combatê-los.

 

COMO EVITAR OU ELIMINAR OS NÓS DE FADA?

1- Hidratar e umectar SEMPRE: essa dica já é batida, mas não tem maior verdade. Os cabelos ressecados apresentam mais nós de fadas. Se possível, faça mais hidratações profundas, em mechas menores, para garantir que todos os fios recebam o produto.

2- Enluvar com o cabelo bem desembaraçado: além de usar mechas pequenas, certifique-se de que está bem desembaraçada antes de enluvar (aquele processo de passar a mão várias vezes de cima para baixo na mecha durante a hidratação). Se o cabelo não estiver bem desembaraçado, ao enluvar, você vai empurrando os nozinhos para as pontas e favorecendo a formação dos nós de fada.

3- Cortar frequentemente: também é uma dica boa para tudo. Os nós se concentram mais nas pontas do cabelo, nada melhor do que um corte para eliminá-los.

 

corte

 

4- Use fronha ou touca de cetim: o cetim evita o atrito em excesso do cabelo, comparado ao algodão. Assim, reduz-se o frizz, o embaraçamento e o ressecamento. Tudo o que as fadinhas dos nós gostam. Se você ainda não tem fronha nem touca de cetim, como eu, coloque uma camisola do mesmo material no travesseiro, ajuda muito! Para algumas, o coque abacaxi também é um boa. Eu gosto mais de dormir de cabelo solto, jogando para cima, mas depende de cada uma.

 

O QUE NÃO FAZER?

1- Não penteei os cabelos secos: por incrível que pareça, ainda existem pessoas que fazem isso. Em qualquer cabelo é prejudicial fazer isso, no nosso tipo é pior ainda. Tentando desembaraçar o cabelo seco você vai forçar o fio, causar quebra e os nozinhos de fada, pois como é impossível desembaraçar por completo, eles vão se acumular nas pontas.

 

pentear cabelo

 

2- Não desembarace durante a umectação: a umectação, normalmente, aplicamos no cabelo sujo e seco. Então, vale a mesma dica anterior. Envolva as mechas mas não tente desembaraçar. Vai causar quebra e nós indesejáveis.

3- Não arranque os nós: eu sei que muitas fazem isso, procuram os nós e arrancam. Na minha opinião, não é uma boa solução, quebra e fragiliza os fios. Tudo bem se for só em um, mas isso vai gerando um hábito que todas as vezes arrancar acaba prejudicando. Tente desfazer com cuidado, algumas meninas usam agulha e vão, cuidadosamente retirando. Eu prefiro deixar e esperar a próxima hidratação ou corte para remover.

 

Gostaram das dicas? Tem mais alguma para acrescentar?

Espero que ajude! Até mais, beijos!

patty

5 Produtos Baratos para fazer Co-wash

Olá! Lembram de um post passado que fiz uma lista de 5 shampoos sem sulfato? Se não viu, clique aqui. A intenção é dar dicas de produtos acessíveis liberados para low e no poo que vocês sempre me perguntam.  Neste post vou listar 5 produtos próprios para fazer co-washuma lavagem mais suave que, particularmente, meu cabelo adora. Expliquei tudo sobre a técnica aqui e, como comentei no post, não é qualquer condicionador que pode ser usado para lavar o cabelo. O produto não pode conter silicones nem derivados de petróleo, por isso, muitas pessoas ainda tem dúvida do que usar. Espero que essa listinha ajude.

Para fazer co-wash, eu sempre opto por condicionadores baratos, pois utilizo em grande quantidade. Então, vamos à lista da economia 🙂

 

1- Máscara Kanechom Kids: o primeiro não é um condicionador, é uma máscara. Mas a composição é praticamente a mesma do condicionador, então vale qualquer um dos dois. Como a máscara é bem maior, rende mais, então optei por ela. O Kanechom Kids é simplesmente meu co-wash preferido, o melhor que já experimentei até hoje e o post mais acessado do blog. Ele faz uma ótima limpeza, além de ser multiuso, pode ser usado para hidratar e para finalizar. Expliquei todas as formas de uso e o que achei neste post aqui. Comprei no Cachearte em São Luís por R$ 13,00.

 

20160111_091804

 

2- Yamasterol Creme Multifuncional: foi o primeiro co-wash que eu usei e é um velho conhecido de muitas. Também tem diversas funções, mas a minha preferida é para lavar o cabelo. Tem outras versões dele, agora estou experimentando o que tem queratina e a embalagem é cor de rosa. No mercado tem ainda um outro com óleo de argan e um chamado especificamente “co-wash”, mas ainda não usei estes. Por aqui o amarelinho custa em torno de R$ 11,00 essa embalagem maior e é possível encontrar em várias casas de cosméticos.

 

IMG_2167

 

3- Multy Creme Multifuncional Salon Line: ainda nessa vibe de múltiplas funções, a Salon Line tem esse produto que é bem parecido com o Yamasterol. Também gostei dele para co-wash e contei tudo o que achei aqui neste post. Comprei por R$ 9,50, apesar de ter mais barato por aí. Um ponto negativo para mim é a embalagem que até agora só tem esse tamanho que acaba muito rápido 🙁

 

20160503_165825

 

4- Condicionador Elseve Óleo Extraordinário Nutrição Intensa: esse foi uma grande surpresa para mim. Já usava como condicionador, até hoje é meu preferido para esse uso e fiz resenha aqui. Tinha certa resistência para experimentar como co-wash, pois é um condicionador mais denso e achava que não ia funcionar bem para essa função. Pelo contrário, é ótimo! Mesmo sendo consistente, misturando com água, faz boa limpeza e ainda dá uma hidratada no couro cabeludo, o que é ótimo para mim que tenho problema com ressecamento que gera caspa. Gostei muito! A embalagem maior custa entre R$ 12 – 14,00.

 

20160329_193642

 

5- Condicionador Garnier Stop Queda: diferente do Elseve, esse é ideal se você gosta de uma sensação de limpeza maior. O diferencial é que ele tem cafeína na composição, então usando diretamente no couro cabeludo, ele pode estimular o crescimento. O problema é que não tenho mais achado esse condicionador nos supermercados de São Luís, mas também não encontrei nenhuma informação sobre ele ter sido retirado de linha. Alguém tem visto ele por aí? 🙁

 

garnier

 

E aí, já escolheu um produto para fazer a técnica do co-wash? Me conta qual é o seu preferido!

Beijos e até mais!

 

patty

Scab Hair: o que é e como tratar?

Vamos falar hoje de um problema muito comum, mas que algumas pessoas ainda não sabem identificar ou como tratar: o scab hair. 

 

O que é scab hair?

É o cabelo que aparece depois da química, normalmente durante a transição ou depois do Big Chop, caracterizado pelo ressecamento, aspereza e falta de definição. Isso acontece devido a algum dano no folículo capilar causado pela química que prejudica o nascimento saudável do cabelo novo.

ATENÇÃO: é normal nosso cabelo ter algumas partes mais definidas e outras nem tanto. O scab hair é um cabelo visivelmente danificado e ressecado, não tem nada a ver com essas diferenças naturais nem com aquele dia em que o cabelo está mais difícil e não tão definido.

 

scab hair

 

Há controvérsias sobre esse termo, já que alguns profissionais dizem que a química não afeta o folículo capilar, consequentemente, o cabelo novo que nasce. Por outro lado, é muito fácil encontrar alguém que passa pela transição com esse problema. E não só a química é causadora, uso excessivo de chapinha, secador e até tranças e mega hair (pela tração dos fios) também podem gerar o scab hair.

 

Como tratar?

A umectação é a grande aliada contra o scab  hair. Esse processo nada mais é do que utilizar um óleo 100% vegetal para envolver todo o cabelo, incluindo a raiz, pois é onde estão os folículos capilares que precisam ser restaurados. Além disso, MUITA hidratação, se possível, hidrate em toda lavagem, nem que seja rapidamente.

Cortar o cabelo regulamente também é importante, tanto para retirar a parte danificada do cabelo, quanto para estimular o crescimento. Outro aspecto fundamental é rever a sua alimentação, a qualidade dela tem muita influência sobre a saúde do seu cabelo.

Por fim, tenha muita paciência. Aos poucos o fio vai se recuperando e nascendo saudável. Dedique-se nos cuidados que logo logo essa fase passa.

Eu não tive tanto problema com scab hair durante minha transição, talvez por ter aderido ao cronograma capilar e assim me dediquei a cuidar. Então, me contem as experiências de vocês com esse problema!

Beijos, tenham um ótima semana!

 

patty

5 Shampoos sem Sulfato (Low Poo)

Um dos temas mais pesquisados aqui no blog é o low poo, principalmente produtos indicados. Aqui e aqui você encontra todas as informações sobre essa técnica.

Para ajudar, vou tentar reunir em posts separados, cada categoria de produtos liberados para a técnica. Vou dar preferência aos mais baratinhos e aos que eu ou Sabryna já testamos. Conto com a ajuda das amigas do grupo de cacheadas do whatsapp para dar mais opções para vocês também.

A categoria de hoje é shampoo sem sulfato, fundamental para o low poo, e contei com a ajuda delas, pois, como já contei, aderi ao no poo e não tenho mais usado shampoo (veja aqui). Espero que gostem das dicas!

 

1- Shampoo Dove Baby: este foi o último shampoo que usei e ainda tenho em casa para usar de vez em quando para um lavagem mais profunda. É um dos que mais as meninas têm usado no grupo. É baratinho e fácil de encontrar. Paguei um pouco mais de R$ 10,00. Infelizmente, em mim ainda ressecou um pouco, mas uma dica boa é misturá-lo com Yamasterol. Confira a resenha completa aqui.

 

20160229_104411

 

2- Shampoo Phytoervas Coco e Algodão: já esse aqui foi o primeiro shampoo sem sulfato que experimentei. Apesar também de ressecar um pouco e ser mais caro que o Dove, achei um ótimo custo-benefício, pois rendeu bastante. Custou em torno de R$ 14,00 quando comprei. Não é tão comum encontrar em supermercados, é mais fácil em lojas de cosméticos. Veja a resenha em detalhes aqui.

 

edit

 

3- Less Poo Yamasterol: esse foi uma dica da Sabryna, que fez resenha neste post aqui. O Yamasterol já é um velho amigo nosso e a marca criou esse shampoo sem sulfato. A Sabry comprou por R$ 11,50 e achou que não ressecou o cabelo.

 

Comprinhas Yamasterol

 

4- Shampoo Bio Extratus Pós Progressiva: esta opção é uma dica do nosso grupo de cacheadas e também é muito falado por aí. Os comentários é que ele faz uma limpeza leve sem ressecar. Outro ponto positivo é que é possível de ser encontrado em supermercados. Porém, pelo menos aqui em São Luís, não acho o preço tão bom. Encontro por volta de R$ 18 – R$ 20,00 e, como sempre tinham opções mais barata, nunca decidi experimentar. Mas ele é muito bem recomendado e fica a dica se você quiser testar um shampoo diferente.

 

bio extratus

 

5- Novex Low Poo: por fim, outra dica do nosso grupo querido. O Novex Low Poo é um shampoo sem sulfato. Causa um pouco de confusão, porque vem em um kit junto com o No Poo. Daí ou as pessoas não sabem como usar os dois ou querem experimentar só um. Na verdade o Low Poo é o shampoo e o No Poo pode ser usado como condicionador ou co-wash. O kit custa em torno de R$ 20,00.

 

low poo

 

Gostaram das dicas? Espero que ajude a escolher um shampoo sem sulfato para montar o kit de vocês. Se tiverem mais algum para acrescentar, deixem nos comentários.

Beijos e até mais!

 

patty

Como começar o Low Poo? Que produtos usar?

Oi, gente! Desde que fiz o post sobre Low e No Poo, percebi que muitas pessoas continuam com dúvidas. Então, decidi fazer mais alguns posts tentando esclarecer as principais. Se você não leu o primeiro post, pare e leia para continuar. Clique aqui.

Nesse post, vamos falar de como começar a técnica. Não sou expert no assunto, mas me baseio na minha experiência que tem dado certo. Acredito (minha opinião!) que é preferível começar pelo Low Poo, porque talvez você ainda vai poder aproveitar alguns produtos que você tem e vai passar por menos mudanças na sua rotina.

Também é possível fazer uma migração gradual para técnica. Eu, por exemplo, primeiro parei de usar produtos com petrolatos (parafina líquida, óleo mineral, etc) antes de aderir totalmente à técnica.

Então, o primeiro passo é checar seus produtos, cremes, máscaras, finalizadores e manter somente os que não possuem essas substâncias. se você quiser ir mais devagar e preferir manter ainda algum produto proibido, lembre-se de lavar com shampoo com sulfato algumas vezes. Procure doar os produtos que você tem que não são permitidos, tente trocar com alguém. Garanto que vale a pena.

Segue novamente a tabela completa, a que considero mais importante para as duas técnicas:

 

Slide1

 

Daí, antes de começar de fato a técnica, você precisa lavar com shampoo COM SULFATO. Isso mesmo. O tempo que você passou usando petrolatos fez com que eles se acumulassem no seu cabelo e somente o sulfato pode retirar. Sugiro lavar pelo menos 2 vezes para garantir que cabelo estará totalmente livre dessas substâncias. Lave com sulfato, hidrate e finalize com os produtos liberados, conforme expliquei acima.

Muitas meninas comentam sobre problemas com caspa no começo da técnica. Isso pode ser causado justamente pelo acúmulo dessas substâncias no couro cabeludo. Se você já começou o low e está com esse problema, use shampoo com sulfato e depois recomece.

Depois disso, você já pode abandonar o sulfato, que é um componente presente na maioria dos shampoos. Esses são fáceis de identificar nas composições, são escritos com sulfate ou sulfonete.

 

Slide2

 

E agora, como lavar o cabelo? Você vai procurar shampoos SEM SULFATO (conforme tabela acima). Deixo aqui algumas sugestões, mas existem outros no mercado.

 

FotorCreated

 

1- Shampoo Phytoervas Coco e Algodão (resenha aqui).

2- Shampoo Argan Oil Lola Cosmetics.

3- Shampoo Creoula Lola Cosmetics.

4- Shampoo Bio Extratus Pós Progressiva.

5- Bio Extratus Low Poo.

6- Novex Low Poo.

7- Shampoo Johnson’s Baby.

8- Shampoo Dove Baby.

9- Deva Curl Low Poo.

 

Você pode alternar a lavagens também seguindo a técnica do co-wash que eu expliquei neste post aqui. Nele você encontra também sugestões de produtos. Basicamente, é lavar com condicionador, mas não pode ser qualquer um. Recomendo bastante o co-wash por ser menos agressivo e mais hidratante.

Aproveito para deixar sugestões de máscaras para Low Poo. Algumas são para No também, mas se seu objetivo é iniciar o Low, você pode utilizar qualquer uma destas:

 

FotorCreated

 

1- Morte Súbita Lola Cosmetics (resenha aqui).

2- Dream Cream Lola Cosmetics.

3- Head & Shoulders Hidratação.

4- Monange Hidratação Intensa.

5- Pantene (todos os cremes de hidratação são liberados)

6- Bio Extratus Banho de Creme.

7- Natura Ekos Castanha Hidratação Intensa.

 

E sugestões de creme de pentear/finalizadores:

 

FotorCreated

 

1- Creme de Pentear Monange Hidratação Intensiva.

2- Creoula Lola Cosmetics.

3- Milagre Lola Cosmetics.

4- Pantene Cachos Definidos.

5- Casulão Umectante Capialar.

6- Tô de Cacho Salon Line.

7- Elséve Óleo Extraordinário.

 

ATENÇÃO! São SUGESTÕES! Existem muitos outros produtos e dentro mesmo destas marcas que citei existem outras opções. Habituando-se à técnica, a gente vai encontrando outras possibilidades, aqui é só um norte 🙂

No Low Poo, você ainda pode fazer uso dos silicones insolúveis. Depois de algum tempo, algumas pessoas sentem que os silicones também pesam no cabelo e migram para o No Poo, onde somente os silicones solúveis em água são permitidos. No primeiro post tem as tabelas completas de substâncias para cada técnica.

De benefícios do Low Poo, para mim, notei melhoria no problema de caspa, mais hidratação e definição do cabelo. Algumas pessoas sentem também crescimento mais rápido, o que já não posso afirmar, porque meu cabelo sempre cresceu bem.

Minhas outras sugestões sobre a técnica são: conheça ou pelo menos tenha uma noção das tabelas, porque nem sempre você terá alguém para perguntar e as pessoas estão sujeitas ao erro também. Você pode deixar salvas no celular para facilitar.

Tenha paciência, parece muito complicado, mas logo se transformá em algo rotineiro e você vai notar mudanças no seu cabelo. LEMBRANDO: qualquer tipo de cabelo pode seguir essas técnicas, não só cacheados.

Qualquer dúvida, perguntem. Isso nos ajuda muito a direcionar os próximos posts!

Até mais 🙂

patty

Faça em Casa: Hidratação de Maizena e Mel

Olá! Hoje quero compartilhar com vocês uma das coisas que meu cabelo mais gosta: hidratação caseira. Incrível como essas receitas com itens que tem na cozinha fazem super bem pro meu cabelo. Hidratação de salão em casa. E uma das que eu mais gosto é a hidratação de Maizena.

Antes de explicar como fiz, preciso contar um pouco do estado crítico que estava meu cabelo nesse dia.

Nesse dia eu ainda não tinha cortado o cabelo. Eu viajei, não levei shampoo, banhei no mar e “lavei” meu cabelo com creme de pentear (sim, isso mesmo). Quando voltei, passei uma semana sem fazer nada em especial pra recuperar o fio. Em um belo domingo, numa brincadeira, eu levei uma maravilhosa torta na cara composta apenas por: ovo. E, de novo, só “lavei” o cabelo com creme de pentear. E assim chegamos a esse estado:

antes

antes 2

 

MUITO frizz, quase zero definição, bem ressecado e os dedos não entravam nessa juba. Daí resolvi fazer uma hidratação caseira com o que tinha em casa.

INGREDIENTES (você adapta à quantidade necessária pro seu cabelo):

  • Meio copo de água;
  • 1 colher de sopa de Maizena (amido de milho);
  • 1 colher de mel;
  • 1 colher de máscara de hidratação de sua preferência (usei a da Yenzah Sou + Cachos).

ingredientes

COMO FAZER:

  • Leve ao fogo a água com a maizena e misture até formar um papinha (como foto abaixo); não deixe engrossar muito pra não dificultar mistura e aplicação!
  • Misture em um recipiente com a máscara e o mel (aqui usei o próprio pote do creme que já estava acabando :D). A mistura fica bem cremosa e fácil de aplicar.

papa

pronto

 

COMO APLICAR:

Depois de lavar o cabelo normalmente (usei o shampoo Phytoervas Coco e Algodão), apliquei a mistura no cabelo, dividindo em pequenas mechas para garantir que cada fio receberia a hidratação. Deixei agir entre 25 e 30 min, usando uma touca metálica. Depois retirei normalmente e usei um condicionador (Monange Reconstrutor). Finalizei com creme de pentear.

E o resultado? As fotos são do dia seguinte. I woke up like this (real!). Bastante definição, nada de frizz, cabelo muito macio e hidratado. A maizena é bem potente, por isso o cabelo pode ficar com pouco volume no primeiro dia, bem alinhado. O mel dá brilho e deixou minhas luzes mais vivas (ainda não tinha retocado as luzes também).

IMG_0279

IMG_0280

 

IMG_0281

 

Então, se você está precisando de uma super hidratação, recomendo muito a maizena: tem em casa, é barata e rende muito.  Existem vários jeitos de fazer a hidratação de maisena: você pode substituir o mel por óleos vegetais como de azeite de oliva, óleo de coco, amêndoas, entre outros.

Cabelos não cacheados também podem usar essa hidratação! Se você ainda faz química, se os cabelos estão ressecados, quer uma hidratação potente, vale a pena experimentar!

Em breve, vou ensinar mais receitas caseiras. Compartilhem nos comentários outras que vocês conhecem e aprovam! Até a próxima 🙂

Paty França