Bullet Journal: é possível fazer!

Janeiro já está acabando, mas ainda dá para pensar em um método de organização para esse ano. Comentei lá no Instagram que costumava usar agenda, mas não funcionava bem comigo, sempre abandonava na metade do ano. Em 2016 deixei de usar agenda, mas fiquei bem perdida, anotando coisas em lugares aleatórios. Aplicativos de celular também não são uma boa alternativa para mim. Então, este ano decidi voltar para a agenda, mas dias depois ganhei um caderno e resolvi tentar fazer um Bullet Journal. Pesquisei muitas inspirações e fiquei empolgada para vir dividir com vocês. Vamos desde o começo para quem não conhece.

  • O que é o bullet journal?

Conhecido também como diário em tópicos, é um método criado pelo designer americano Ryder Carrol em que o objetivo é concentrar todas as informações da sua vida em um único lugar. O lema do criador é: “rastrear o passado, organizar o presente e se preparar para o futuro”.

  • O que é preciso para fazer o bullet journal?

Basicamente, caderno e caneta. Os cadernos mais utilizados são do tipo moleskine quadriculados ou pontilhados, mas qualquer caderno funciona. É importante atentar para o tamanho, é necessário espaço, mas um tamanho que seja fácil levar com você para todo lugar. O meu caderno, por exemplo, é de espiral e tem pauta. O problema que tenho encontrado é só o tamanho (mais ou menos do tamanho da minha mão), é ótimo para carregar na bolsa, mas pequeno para escrever bem. Vou continuar nele, da próxima vez já sei como escolher um melhor 🙂

 

Sobre caneta, um preta resolve, mas a maioria das pessoas prefere escolher várias cores para identificar o assunto a que se refere. Recomendo também escolher um caneta em que sua letra fique mais bonitinha, se o visual do bullet journal importar muito para você.

  • Como fazer o bullet journal?

Em primeiro lugar, você pode começar em qualquer época do ano. Para começar, você precisa numerar as páginas do seu caderno. Daí, a primeira página deve ser o “Index” ou “Índice”, onde identificará onde encontrar cada coisa no caderno. Deixe algumas páginas a mais para o índice, porque você vai preenchê-lo no decorrer do tempo, quando for utilizando o BJ.

 

Logo após o Índice, vem a parte de Legendas. O BJ utiliza símbolos para facilitar a escrita e identificação das informações, a maioria utiliza símbolos padronizados (conforme imagens abaixo), mas você pode criar símbolos que fazem mais sentido para você ou utilizar só os que acha mais necessário.

 

Em seguida vêm duas seções básicas do BJ, o Log do Mês e o Log do Dia. No primeiro, você escreve todos os dias do mês e principais compromissos daquele mês. É importante para ter uma visão geral do mês. Algumas pessoas anotam também os principais objetivos do mês. Veja exemplo abaixo:

 

Após essa página vem o Log do Dia, que é cada dia da semana com suas tarefas, eventos e o que você quiser escrever. Não esqueça de utilizar os símbolos. Aqui entra sua criatividade, as suas necessidades… Por isso, é legal pesquisar inspirações antes de começar para ver o que você pode adaptar (recomendo o Pinterest).

 

Esse é o básico do BJ, diariamente você marca suas tarefas e compromissos cumpridos, adiados, cancelados e outras informações que precisar. Mas a parte legal é adicionar outras páginas, como listas, acontecimentos pessoais que você gostaria de registrar, acompanhar suas finanças, saúde e outros como as sugestões a seguir:

Log do Futuro: você pode adicionar um calendário anual para visualizar todo o seu ano com principais metas e compromissos de cada mês.

 

Tracking de Hábitos: se você deseja acompanhar hábitos como horas de sono, beber água, estudos, atividade física, em uma página por mês você vai marcando o que conseguiu cumprir.

 

Listas: quem ama fazer listas pode abusar delas no BJ. É importante para registrar seus planos, coisas que você gosta, coisas que você quer fazer. Existem inúmeras ideias. Até agora eu fiz o Gratitude Log (lista de coisas do meu dia a dia pelo que sou grata), Filmes e Séries para assistir, Wishlist, Lugares que quero ir e Coisas que me deixam feliz.

 

  • Por que é tão legal e importante ter um bullet journal?

É legal porque é algo que você cria e faz do jeito que quiser. Os que a gente vê na internet são sempre muito bonitos, mas na essência o BJ não precisa ser bonito. O meu mesmo não é e me incomoda as vezes, porque não sei desenhar, não tenho letra bonita. Mas daí lembro o real sentido de estar fazendo. É importante para, além de se organizar, você se conhecer melhor, traçar melhor suas metas, vê-las acontecendo e o que precisa melhorar. Para mim também é fundamental para eu lembrar coisas, não só obrigações, mas o que eu gosto, o que quero fazer, coisas boas que aconteceram e deixar tudo registrado.

Além disso tudo, eu recomendo esse artigo aqui do BuzzFeed sobre o uso do BJ como ferramenta para cuidar da sua saúde mental. Foi uma das coisas que mais me motivou a começar. Além de acompanhar seus hábitos, serve para desabafar, para se conhecer e também ter um tempo para você mesma (o), através da escrita e do cuidado com o caderno.

Espero que tenha ajudado a inspirar e animar a começar. Parece trabalhoso, mas só no começo em que precisa organizar, colocar o que precisa. Mas com o hábito se torna mais fácil. Ainda estou no começo também, mas já ansiosa pelos efeitos positivos na minha vida 😀

Se tiverem alguma dúvida, é só comentar.

Beijos!