Resenha: Shampoo e Condicionador Soft Hair Cachos Tipo 3

Encontrei essas belezas na prateleira de uma loja de cosméticos, a embalagem, o cheiro e o preço me conquistaram e resolvi comprar. A Soft Hair eu já conhecia pelas manteigas (aquelas que vêm num pote de vidro) que gosto bastante. Por isso, decidi experimentar.

Essa linha para cachos da marca é dividida por tipo de cabelo, essa embalagem laranja para tipo 3 A, B e C. Encontrei à venda também a embalagem vermelha para cabelos tipo 4. Vamos conhecer os produtos:

 

SHAMPOO

O QUE DIZ A MARCA?

O que é: shampoo livre de sulfatos, petrolatos e parabenos para cabelos cacheados tipo 3A, B e C.

Para que serve: com fórmula livre de sulfatos, petrolatos e parabenos o shampoo da linha cachos tipo 3 Soft Hair lava delicadamente sem agredir os fios. Máximo cuidado para seus cachos!

 

COMPOSIÇÃO

Aqua, Cocamidopropyl Betaine, Sodium Chloride, Hidroxyethylcellulose, Sodium Acetate, Cellulose, Parfum, Benzyl Salicylate, D-limonene, Hexyl Cinnamal, Linalool, DMDM Hydantoin, PEG-90, Phenoxyethanol, Imidazolidinyl Urea, PEG-40, Hydrogenated Cator Oil, Hypnea, Musciformis Extract, Gellidiela Acerosa Extract, Sargassum Filipendula Extract, Sorbitol, Citric Acid, Hydrolyzed Keratin, Iodopropynyl Butylcarbamate, Disodium EDTA, Glycerin, Glyceryl Stearate, Polyglyceryl-3 Diiostearate, Argania Spinosa Kernel Oil, Lecithin, Olea Europaea Fruit Oil, Comiphora Myrrha Resin Extract, Acorus Calamus Root Extract, Cinnamomum Zeylanicum Bark Extract, Butyrospermum Parkii Butter, Camelia Sinensis Leaf Extract, Aloe Barbadensis Leaf Extract, Chamomila Recutita Flower Extract, Cocos Nucifera Fruit Extract, Macadamia Ternifolia Seed Oil, Gossypium Herbaceum Seed Oil, Methylisothyazolinone.

LIBERADO PARA LOW POO!

 

O QUE ACHEI?

O Shampoo é bem o que diz a embalagem: uma limpeza delicada para o cabelo e pouca espuma. Isso é bom e ruim ao mesmo tempo, porque eu já relatei aqui várias vezes que tenho dificuldade com shampoos que sempre ressecam meu cabelo, mesmo os sem sulfato. Esse não ressecou, realmente faz pouca espuma, mas por outro lado, senti que não limpa bem e me incomodou um pouco. Senti necessidade de alternar com um shampoo mais forte.

Pela consistência (vejam foto mais abaixo) ele é quase um shampoo transparente e é bem leve. Shampoos transparentes geralmente limpam bem, mas não é o caso aqui. Isso acontece talvez pela presença de óleos, 12 no total: óleo de argan, de noz de karité, semente de algodão, de coco, de macadâmia, de chá verde, de camomila, de aloe, de mirra, de oliva e óleo de canela. Alguns desses eu nem sabia da existência. Como é que se extrai óleo de chá verde?

 

 

Outro ponto positivo na composição, além de ser liberado para low poo, é que não possui parabenos, um componente que muitas pessoas têm alergia.

Diante disso, para cabelos bem ressecados, especialmente no couro cabeludo, eu recomendo, podendo alternar com outro shampoo para lavagens mais profundas. Já para quem tem a raiz oleosa, é melhor não arriscar.

Por fim, digo e repito que o cheiro é maravilhoso!

 

CONDICIONADOR

O QUE DIZ A MARCA?

O que é: condicionador livre de petrolatos e parabenos para cabelos cacheados tipo 3A, B e C.

Para que serve: condicionar os cabelos cacheados do tipo 3abc, mantendo a hidratação e a nutrição dos fios. Fórmula exclusiva com 12 óleos nutritivos para intensificar o tratamento dos seus cachos, livre de petrolatos e parabenos.

COMPOSIÇÃO

Aqua, Cetearyl Alcohol, Stearamidopropyl Dimethylamine, Cyclopentasiloxane, Dimethicone, Glutamic Acid, Parfum, Benzyl Salicylate, D-Limonene, Hexyl Cinnamal, Linalool, Hydrolized Keratin, DMDM Hydantoin, Iodopropynyl Butylcarbamate, Imidazolidinyl Urea, Glycerin, Glyceryl Stearate, Polyglyceryl-3 Diiostearate, Argania Spinosa Kernel Oil, Lecithin, Olea Europaea Fruit Oil, Comiphora Myrrha Resin Extract, Acorus Calamus Root Extract, Cinnamomum Zeylanicum Bark Extract, Camelia Sinensis Leaf Extract, Aloe Barbadensis Leaf Extract, Chamomila Recutita Flower Extract, Cocos Nucifera Fruit Extract, Macadamia Ternifolia Seed Oil, Gossypium Herbaceum Seed Oil, Butyrospermum Parkii Butter, Methylchloroisothyazolinone, Methylisothyazolinone, Magnesium Nitrate, Magnesium Chloride.

LIBERADO PARA LOW POO!

O QUE ACHEI?

Diferente do shampoo, o condicionador foi só amor! Ele é realmente muito hidratante e nutritivo, daqueles que desmaia o cabelo <3

Engraçado é que a textura dele é leve e não esperava que desse esse efeito. Com certeza a composição rica em óleos (os mesmos do shampoo) é responsável por isso. Na foto a seguir, o transparente é o shampoo e o condicionador é o branquinho.

E mais uma vez menção honrosa ao cheiro!

 

Sobre o preço dos dois produtos, paguei menos de R$ 10,00 em cada um deles e as embalagens possuem 300ml. Bom custo benefício.

Apesar de não estar 100% satisfeita com o shampoo, vou continuar usando e acredito que a compra valeu a pena.

Alguém já usou essa linha? Me contem nos comentários o que acharam.

Sigam o instagram @cachoseoutrasondas.

 

Resenha Creme de Pentear Kero Kachos Crespíssimo Elegante Skafe

A resenha de hoje é do creme de pentear Kero Kachos Crespíssimo Elegante da Skafe, mesma fabricante do famoso Natu Hair, que muitas meninas de cabelo crespo e cacheado já conhecem. Parece que o pessoal da marca se inspirou no Tô de Cacho da Salon Line, que já falei aqui várias vezes, por causa do nome parecido e porque ele também é dividido por curvatura. Eu escolhi o 4ABC, porque o da Salon Line foi o que deu certo para mim e decidi arriscar. Vamos conhecer melhor o produto:

 

 

O QUE DIZ A MARCA?

Quer deixar o seu black lindo, nutrido e hidratado?

KeroKachos Crespíssimo Elegante chegou para você. Cabelo com aparência de molhado, nem pensar, né? Vamos curtir e modelar os cachos com muita nutrição, força e brilho.

Agora é hora de arrasar!

 

COMPOSIÇÃO

 

Liberado para LOW e NO POO!

 

O QUE ACHEI?

Eu comprei esse produto bem às cegas, não pesquisei antes. Como achei no supermercado bem fácil e é liberado, resolvi experimentar. Assim que usei, me frustrei um pouco com a consistência que é muito leve. Estou acostumada a usar cremes mais consistentes. Esperava também que ele fosse um pouco mais hidratante, ajudando mais a desembaraçar.  Foram esses dois pontos que me fizeram não gostar tanto.

 

Por outro lado, o resultado é bom, os cachos ficam mais leves e dá mais volume ao cabelo. Essa parte eu gostei, acho que meu cabelo ficou com mais movimento. Claro que com o volume vem o frizz e no meu cabelo não segura tantos days after.

Na foto (já peço desculpas pela qualidade :(), o meu cabelo estava no primeiro day after, fui ainda no pilates de cabelo preso. Então percebam que já tem um pouco de frizz, mas o resultado geral é ok.

Na verdade gostei mais para revitalizar o cabelo no dia seguinte, com um pouco de água na mão. Por isso, é um creme que vou usar até o final, mas que não se adaptou tão bem ao meu cabelo. Talvez se eu tivesse escolhido a versão ideal para minha curvatura, funcionaria melhor. A linha possui também um gel finalizador que não comprei. Acho que usando associado a ele, o resultado também pode ser melhor.

Paguei em torno de R$ 10,00 e a embalagem contém 300ml. O preço é ok, mas é possível encontrar cremes melhores a preço mais baixo.

Se vocês já usaram, comentem o que acharem e me deem dicas de creme de pentear também!

Até mais!

O que é o pré-poo e por que é tão importante?

Gente, não sei para vocês, mas para o meu cabelo, o inimigo número um é o shampoo. Qualquer shampoo resseca meu cabelo, por isso fazer low poo é fundamental para mim. Mesmo os shampoos sem sulfato ressecam meu cabelo. Fiz no poo por um tempo, não precisava usar shampoo e era maravilhoso. Contei aqui um pouco da experiência. Mas a limitação dos produtos me incomodava de certa forma e em alguns momentos sentia falta de uma limpeza mais profunda, aquela que a gente sente mesmo no couro cabeludo que só o shampoo dá.

Para continuar usando shampoo e evitar o ressecamento excessivo do cabelo, sempre que posso faço a técnica do pré-poo, que é um tratamento que protege os fios da agressão da lavagem. Para isso, utiliza-se condicionador, máscara ou óleo vegetal antes de lavar, que formarão uma capa protetora. Assim, o shampoo fará a limpeza do seu cabelo, mas não retirará a hidratação natural dele.

Veja algumas dicas de como fazer o pré-poo:

1- Umectação rápida: com qualquer óleo VEGETAL, óleo de coco, azeite de oliva extra virgem, entre outros, envolva o cabelo antes de molhar e deixe agir por pelo menos 15 minutos. O óleo cria a tal “capa protetora” que citei acima. Depois é só seguir todo o processo de lavagem.

 

2- Condicionador ou máscaras baratinhas: máscaras e condicionadores leves e baratos, você pode abusar na quantidade no cabelo antes do shampoo e deixar agir por alguns minutos. Ao utilizar shampoo, ele vai limpar sem cabelo e retirar esse produto e não agredir o cabelo. É como se a gente enganasse o shampoo, entende? Hehe.

 

3- Receitas Caseiras: confesso que esse tipo nunca testei, porque dá um pouquinho mais de trabalho. Um dos ingredientes mais utilizados é o mel, mas pela consistência é bem chato de aplicar. A dica é misturar com azeite de oliva e levar ao microondas por alguns segundos para deixar mais líquido e fácil de aplicar. Uma pesquisada rápida e você encontrará algumas outras receitinhas de pré-poo.

 

 

4- Produtos específicos: no mercado, hoje em dia, é possível encontrar produtos criados especificamente para pré-poo. É o caso do Pré-shampoo & Co-wash Tratamento Pra Arrasar #ToDeCacho da Salon Line. Testei dos dois modos e o que mais gostei foi como pré-poo. Ele protege bem o cabelo da agressão do shampoo e ajuda muito a desembaraçar. Como co-wash também é ok, é bom, mas não me surpreendeu.

 

O produto é tipo um condicionador com consistência boa, cheiro característico da linha Tô de Cacho e liberado para low e no poo. Eu comprei com a intensão de usar mais como co-wash, mas preferi como pré-shampoo. Mas, acho que para essa função é possível usar outros produtos, como citado acima. Assim, não pretendo comprar novamente. Também não decidi fazer uma resenha separada, mas se quiserem, me peçam nos comentários.

Aqui tem outro post com dicas de como evitar o ressecamento causado pelo shampoo, vale o clique 🙂

Contem para mim se vocês fazem pré-poo e que produtos usam!
Beijos, bom fim de semana!

 

 

 

 

 

Inspiração: Blorange Hair

Vocês notaram que desde o ano passado os cabelos coloridos bombaram? Eu vi demais nas ruas! Em 2017 a tendência promete continuar, especialmente numa tonalidade que está sendo chamada de blorange. Talvez você já tenha visto por aí, mas aqui quero mostrar inspirações  para crespas, cacheadas e onduladas <3

Alguns falam que esse nome é uma referência a uma fruta não muito conhecida no Brasil, outros falam que é mistura de loiro com laranja (blonde + orange), mas a verdade é que é uma cor meio difícil de definir. Parece um laranja meio desbotado, um pêssego, alguns misturam levemente com o pink… Enfim, imagens valem mais que mil palavras! Então, seguem algumas fotos para vocês se inspirarem e, quem sabe, fazer uma mudança radical esse ano!

Afro puff mode ▶️

A post shared by Nyané Lebajoa (@nyane) on

Bem Avonzudos em Nova York! @avonbrasil #deixesuamarca #markNYCtour 💣

A post shared by Karol Conka (@karolconka) on

 

E aí, quem faria? Me contem nos comentários.

Beijos!

Faça em Casa: Hidratação com Creme de Leite

Saudades de receita caseira nesse blog, não é mesmo? Até meu cabelo estava com saudade. Costumo dizer que às vezes nenhum produto dá resultado, só uma hidratação caseira para salvar. Sempre tem algum ingrediente na nossa cozinha que pode ajudar e hoje o escolhido foi o creme de leite.

Meu cabelo que já tem a tendência de ser ressecado, nesse dia estava bem ruim e decidi experimentar essa hidratação.

Miga, sua louca kkk

 

Veja como eu fiz:

INGREDIENTES

  • Máscara de hidratação de sua preferência na quantidade ideal para o tamanho do seu cabelo (usei a Tratamento Pra Arrasar Tô de Cacho Salon Line);
  • Uma colher de óleo vegetal (pode ser de coco, azeite  de oliva, etc. Usei o Óleo de Coco Puríssimo Tô de Cacho)
  • Uma colher de creme de leite;

 

COMO FAZER

  • Aqui não tem segredo, é só misturar os ingredientes em um potinho limpo.
  • Misture bem até formar um creme bem homogêneo.

 

APLICAÇÃO

Após lavar o cabelo (nesse dia lavei com o Pantene Brilho Extremo), aplique em cada mecha do cabelo enluvando bem. Deixei agir por uns 20 min, enxaguei e condicionei (usei o Oikos Condicionador Matizador). Uma dúvida que sempre surge: NÃO é necessário lavar com shampoo de novo depois da hidratação. O cabelo não fica com cheiro de creme de leite e nem gorduroso. Se você usar shampoo depois, vai retirar todo o efeito da hidratação.

Depois disso, só finalizei com meu creme de pentear preferido: o Tô de Cacho Crespíssimo Poderoso. Não repara a cara de sono.

 

 

O creme de leite é rico em gordura e proteína do leite, então ele nutre o cabelo e reconstrói levemente, retirando o ressecamento. Evite aplicar na raiz, principalmente se você já tem a raiz oleosa.

Sugiro utilizar um máscara barata, que não tem tanto efeito sozinha. Essa Tô de Cacho muita gente fala bem, mas infelizmente, para meu cabelo, ela não dá tanto resultado usando somente ela, por isso ainda nem fiz resenha. Mas na receita, ela foi ótima e custa em torno de R$ 12, 00. O óleo é importante para dar brilho e ajudar na nutrição também.

Fica a dica de uma hidratação fácil, barata e que pode ajudar muito seu cabelo.

Qualquer dúvida, deixa aí nos comentários! Beijos.

 

 

Matizando o Loiro com Violeta Genciana

Enfim cheguei com esse post que há tanto tempo precisava fazer! Faço luzes no cabelo e é um pouco difícil encontrar produtos liberados para low poo para cuidar dos fios loiros. Por isso, aprendi a usar a violeta genciana e vim contar para vocês.

 

img_0620

 

A violeta genciana é um remedinho bem antigo para cuidar de feridas (sim!). Ele é tem coloração bem forte e, junto a um creme branco, é muito eficiente para matizar o cabelo loiro, especialmente as platinadas. Mas é preciso alguns CUIDADOS:

1- Algumas pessoas tiveram reações alérgicas, então recomendo um teste antes para evitar qualquer problema.

2- A violeta tem álcool na composição e pode ressecar bastante o cabelo. Por isso, deixe a embalagem aberta para que o álcool evapore. Eu deixei um dia inteiro, só utilizei no outro dia.

3- A coloração é muito forte, então use em pouca quantidade. Acredito que no máximo 3 gotas são suficientes, se você estiver com o cabelo muito amarelado. Caso não esteja, uma ou duas gotas bastam.

4- A violeta mancha, por isso cuidado com objetos e utilize luvas, se preferir.

 

COMO USAR

1- Escolha um creme de hidratação ou condicionador BRANCO. Precisa ser branco para não interferir na cor da mistura. E liberado para low/no poo, caso você siga as técnicas. Eu usei o Yamasterol Queratina que já fiz resenha aqui. Coloque em um recipiente a quantidade necessária para seu cabelo.

 

img_05691

 

2- Misture a violeta. Eu usei duas gotas apenas. O meu cabelo não amarela muito e não gosto que fique muito branco também. É preciso misturar bem para não manchar o cabelo.

 

img_05711

 

3- Com o cabelo lavado, aplique e deixe agir até 10 min. Eu deixei menos que isso, pois a ação é bem rápida e, como disse, meu cabelo não é muito amarelado. Recomendo ficar observando o cabelo e não deixar passar o tempo. A violeta é muito forte e pode passar do ponto.

4- Enxágue.

 

***O grande lance é na primeira vez que for usar, colocar pouca quantidade e observar o tempo. Daí você vai percebendo como seu cabelo vai agir e acerta a quantidade e tempo da próxima vez. ***

 

Fiz fotos do meu cabelo no antes e depois. Espero que dê para notar alguma diferença, pois, como disse meu cabelo não estava muito amarelado e também não deixei agir muito tempo por receio de ficar muito branco (e a câmera não é tão boa :/). Mas garanto que funciona bem!

 

fotorcreated

 

Se você gostou e tentar em casa, marque no instagram com #cachoseoutrasondas para eu ver!

Beijos e até mais!

 

patty

 

 

 

[VÍDEO] TAG Assumindo o Cabelo Crespo

Oi, gente! Nesse vídeo respondi a tag “Assumindo o Cabelo Natural”, criada há algum tempo pela Rayza Nicácio. Assistam o vídeo para conhecer melhor sobre a minha transição e para se motivaram no processo de vocês!

Ah, tem o primeiro post do blog em que escrevi a história do meu cabelo e lá tem muitas fotos do antes e depois. Clique aqui.

Não esqueçam de dar like no vídeo e se inscrever no canal.

 

 

Beijos, até mais!

 

patty

[VÍDEO] Resenha 2 em 1 – Umectação de Oliva e Comigo Ninguém Pode Lola Cosmetics

Oi, gente! Hoje temos resenha em vídeo de dois produtos da Lola que experimentei recentemente: Comigo Ninguém Pode e a Umectação de Oliva. Os dois tem a proposta de serem usados de diversas formas e comentei cada uma delas. Além disso, a marca é famosa pelas embalagens e nomes criativos e tem feito muito sucesso. Vem ver o que achei deles:

 

img_0294

 

COMPOSIÇÃO

Comigo Ninguém Pode Condicionador Limpante 5-em-1

Ingredientes/ Ingredients: Aqua/Water/Eau | Cetyl Alcohol | Cetearyl Alcohol | Stearamidopropyl Dimethylamine | Glycerin | Isoamyl Laurate | Helianthus Annus (Sunflower) Seed Oil | Aloe (Aloe Vera) Leaf Extract | Urtica Dioica (Nettle) Extract | Arnica Wild Flower Extract | Sage (Salvia Officinalis) Extract | Eugenia Uniflora Fruit Extract | Camellia Sinensis Leaf Extract | Hydrolyzed Soy Protein | Panthenol | Butylene Glycol | Behentrimonium Methosulfate | Polysorbate 60 | Menthol | Tea Tree Oil | Citric Acid | Lactic Acid | Dehydroacetic Acid (And) Benzoic Acid (And) Benzyl Alcohol | Betaine (and) Sodium PCA (and) Sorbitol (and) Serine (and) Glycine (and) Glutamic Acid (and) Alanine (and) Lysine (and) Arginine (and) Threonine (and) Proline | Parfum/Fragrance, Linalool, Hexyl Cinnamal, Butylphenyl Methylpropional, Benzyl Salicylate, Coumarin, Citronellol, Citral, Benzyl Benzoate, Amyl Cinnamal, Isoeugenol, Geraniol, Alpha Isomethyl Ionone, Hydroxysohexyl-3-Cyclohexene Carboxaldehyde, Benzyl Alcohol, Limonene.

 

Umectação Oliva

Ingredientes/Ingredients: Aqua/Water/Eau|Stearamidopropyl Dimethylamine | Olea Europaea (Olive) Fruit Oil | Cetearyl Olivate, Sorbitan Olivate | Betaine (and) Sodium PCA (and) Sorbitol (and) Serine (and) Glycine (and) Glutamic Acid (and) Alanine (and) Lysine (and) Arginine (and) Threonine (and) Proline | Lactic Acid | Phenoxyethanol, Caprylyl Glycol | Lavandula Angustifolia ( Lavander ) Oil | Citrus Aurantium Dulcis ( Orange) Flower Oil.

 

Quem já usou? Gostam desses produtos?

Sugestões de vídeo é só deixar nos comentários. Beijos!

patty

Transição Capilar: texturização com papel higiênico

Gente, como vocês estão? Que SAUDADE de postar! Antes de ir para o assunto do post, quero explicar rapidamente o motivo da nossa ausência: além das dificuldades com a rotina, meu celular foi roubado e demorei para ter outro, o que atrapalha todo o trabalho do blog. Expliquei na nossa página do Facebook, por isso é importante que vocês sigam a gente lá para ficar por dentro de tudo.

Enfim, o post de hoje tem a participação super especial de uma amiga e leitora muito querida nossa, a Dayane Madeira. A Day está em transição e eu e a Sabryna acompanhamos o processo e ajudamos sempre que dá, com dúvidas e incentivos. A Day tem muita dificuldade de lidar com as duas texturas do cabelo e a parte alisada é muito difícil de cachear, então o cabelo vive preso.

Esses dias ela conseguiu ter sucesso em uma texturização e compartilhou o resultado comigo. Eu fiquei apaixonada e pedi para mostrar aqui no blog. Como eu e a Sabryna não estamos mais na transição, ficamos felizes de ter oportunidade de abordar esse assunto e ajudar quem ainda está nesta fase.

 

aam9hdkt

 

A Day fez a texturização com papel higiênico, muito conhecida no youtube. Ela pegou três partes do papel higiênico e dobrou ao meio no sentido do comprimento, depois dobrou mais uma vez e enrolou na diagonal. Ela achou que dessa forma ficaria mais firme. Os rolinhos ficaram assim:

 

gxfucxhk

 

Com o cabelo lavado, ela usou o creme de pentear Garnier Recriador de Cachos (resenha aqui) misturado com a Gelatina “Não sai da minha cabeça” da Salon Line. Pegando mechas não muito grandes, ela foi enrolando o cabelo, tendo atenção com as pontas ainda com química.

 

qezo-hs6

 

Depois de esperar por volta de 4h, o tempo necessário para o cabelo secar, a Day soltou os rolinhos e deu uma ajeitadinha e os cachos ficaram assim:

 

ffbsdz4

sqww-rgo

 

Lindos, né? Eu fiquei encantada, ainda mais porque o cabelo está com uma aparência maravilhosa de bem cuidado. A Day faz low pow há um tempo e gosta muito da técnica. Sobre a texturização, ela achou um processo demorado e cansativo, pois ela tem bastante cabelo. Por outro lado, o resultado foi compensador e durou dois days after, podendo durar mais. Ela usou uma blusa de cetim no travesseiro para garantir que os cachos não fossem tão desfeitos durante a noite, o que é uma ótima dica para um bom day after.

Acho que essa texturização é uma boa opção para quem está em transição e quer arrumar o cabelo para alguma ocasião ou mesmo para se sentir mais bonita e se ver com cachos, já que essa é uma fase tão difícil. Como é trabalhosa, infelizmente não dá para fazer todos os dias.

Quero agradecer a colaboração da Day e desejar que essa transição acabe logo e ela desfile mais por aí com esses cachos maravilhosos!

Espero que a dica dela tenha ajudado! Até mais.

 

patty

Como cuidar dos “nós de fada”

Depois de algum tempo de cacheada que soube que aqueles nózinhos minúsculos e chatos que aparecem no nosso cabelo são chamados de nós de fada. Eles são muito comuns nos cabelos crespos e cacheados e aparecem próximos às pontas. Os meus aparecem muito próximo à nuca. Vamos conversar sobre como lidar com eles e o que não fazer para combatê-los.

 

COMO EVITAR OU ELIMINAR OS NÓS DE FADA?

1- Hidratar e umectar SEMPRE: essa dica já é batida, mas não tem maior verdade. Os cabelos ressecados apresentam mais nós de fadas. Se possível, faça mais hidratações profundas, em mechas menores, para garantir que todos os fios recebam o produto.

2- Enluvar com o cabelo bem desembaraçado: além de usar mechas pequenas, certifique-se de que está bem desembaraçada antes de enluvar (aquele processo de passar a mão várias vezes de cima para baixo na mecha durante a hidratação). Se o cabelo não estiver bem desembaraçado, ao enluvar, você vai empurrando os nozinhos para as pontas e favorecendo a formação dos nós de fada.

3- Cortar frequentemente: também é uma dica boa para tudo. Os nós se concentram mais nas pontas do cabelo, nada melhor do que um corte para eliminá-los.

 

corte

 

4- Use fronha ou touca de cetim: o cetim evita o atrito em excesso do cabelo, comparado ao algodão. Assim, reduz-se o frizz, o embaraçamento e o ressecamento. Tudo o que as fadinhas dos nós gostam. Se você ainda não tem fronha nem touca de cetim, como eu, coloque uma camisola do mesmo material no travesseiro, ajuda muito! Para algumas, o coque abacaxi também é um boa. Eu gosto mais de dormir de cabelo solto, jogando para cima, mas depende de cada uma.

 

O QUE NÃO FAZER?

1- Não penteei os cabelos secos: por incrível que pareça, ainda existem pessoas que fazem isso. Em qualquer cabelo é prejudicial fazer isso, no nosso tipo é pior ainda. Tentando desembaraçar o cabelo seco você vai forçar o fio, causar quebra e os nozinhos de fada, pois como é impossível desembaraçar por completo, eles vão se acumular nas pontas.

 

pentear cabelo

 

2- Não desembarace durante a umectação: a umectação, normalmente, aplicamos no cabelo sujo e seco. Então, vale a mesma dica anterior. Envolva as mechas mas não tente desembaraçar. Vai causar quebra e nós indesejáveis.

3- Não arranque os nós: eu sei que muitas fazem isso, procuram os nós e arrancam. Na minha opinião, não é uma boa solução, quebra e fragiliza os fios. Tudo bem se for só em um, mas isso vai gerando um hábito que todas as vezes arrancar acaba prejudicando. Tente desfazer com cuidado, algumas meninas usam agulha e vão, cuidadosamente retirando. Eu prefiro deixar e esperar a próxima hidratação ou corte para remover.

 

Gostaram das dicas? Tem mais alguma para acrescentar?

Espero que ajude! Até mais, beijos!

patty