Big chop ou não, corte na transição!

Oi! Estou muito inspirada em falar de transição esses dias! Semana passada fiz um post sobre o uso da chapinha durante a transição, se você ainda não leu, clique aqui. Tem outros posts sobre essa etapa aqui no blog também.

Hoje quero falar sobre corte. Como falei no post passado, cada pessoa passa pela transição de maneira diferente. Eu passei sem nem saber que existia esse nome, muito menos sabia da expressão big chop. Eu simplesmente deixei meu cabelo crescer e fui cortando as partes lisas. Cheguei a cortar bem curtinho, mas não tanto quanto um BC. Neste post aqui tem todas as etapas da minha transição.

Conversando com algumas meninas que estão passando pela transição, percebo um receio muito grande delas em cortar o cabelo. Talvez porque muitas delas, ou mesmo você que está lendo agora, pensam que TEM QUE fazer o BC. Mas não é bem assim. O BC é um corte que elimina toda a parte com química do cabelo e, dependendo de quanto tempo está a transição, pode ficar beeem curtinho. Há variações, mas por volta de 11 meses já é uma boa ocasião para quem quer fazer o BC (a Sabryna fez e mostrou aqui).

Esse tipo de corte é ideal para quem não aguenta conviver com duas texturas, quem está ansiosa para cuidar dos cachos e para quem não se importa de ter cabelo curtinho. Mesmo assim, é preciso pensar bem antes, preparar a mente para a mudança radical e procurar um bom profissional. Depois do BC, a transição continua e fica mais fácil lidar com o cabelo já cacheado. É preciso ainda adaptar os cuidados ao novo tipo de cabelo.

 

big-chop

 

Já falando daquelas que tem receio de cortar, imagino que isso acontece porque muitas de nós que alisavam gostavam de usar cabelão e acabam se apegando a ele. Existe também a falsa ideia de que cabelo cacheado quase não cresce, então acham que se cortarem curtinho vão demorar a ter o cabelo grande de novo. Mas não é verdade: cabelo cacheado tem sim fator encolhimento que dá a impressão de que está mais curto, mas o cabelo bem cuidado cresce saudável e normalmente.

Além disso, na transição já é difícil lidar com as duas texturas, ainda mais se o cabelo estiver bem grande. O cabelo alisado e o natural que está crescendo têm necessidades diferentes de hidratação e finalização, caso você queira texturizar a parte alisada terá mais trabalho em um cabelo longo e os cachos por vezes não definem. Então, mesmo que você não opte pelo BC, invista em um corte que reduza o comprimento do cabelo e continue cortando periodicamente, até que a parte lisa seja retirada. Vejo algumas meninas sofrendo tanto com a transição e não imaginam como um corte poderia facilitar tudo!

Tenha coragem! É bom mudar! Quem sabe a transição não seja uma oportunidade para você arriscar coisas novas? Se, por exemplo, você sempre teve cabelão e nunca se imaginou de cabelo curto, pode se descobrir amando a praticidade do curtinho.

Até a próxima!

patty

2 comentários em “Big chop ou não, corte na transição!

  1. Eu aguentei só 6 meses. Quando tava com 5 meses sem química eu decidi cortar logo, Josi (minha mão santa) não quis cortar todo, ai acabei tirando uma parte do alisado (cabelo ficou bem no ombro) um mês depois fui no salão decidida a cortar logo tudo. Cortei e fiquei com dois dedos de raiz, míseros dois dedos. Se me arrependo? Jamais. Melhor decisão que já tomei. Tô com 8 meses pós BC agora, amando meus cachinhos e esse cabelo curtinho. Me pergunto sempre, porque demorei tanto pra me aceitar. Hoje já tenho 3 amigas com seus BC’s realizados e super felizes. Meninas de cabelo curtinho tem poder kkkkk. Adoro o curtinho mas estou louca pelo meu black.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Protected by WP Anti Spam